Curso de Tutores de Energia nas Escolas

Os edifícios escolares caraterizam-se por serem edifícios de serviços com uma utilização particular, em que o horário de funcionamento inicia-se, geralmente, de manhã cedo e termina no final da tarde, e não existindo uma utilização regular de muitas das divisões ocupadas. Assim, o uso eficiente da energia nestes edifícios está dependente de uma gestão correta das instalações e de uma manutenção qualificada por forma a minimizar os custos associados ao consumo e ao aumento das tarifas de eletricidade.

 

Por outro lado, nota-se uma ausência de conhecimentos, ou até deficiente utilização, por parte de quem utiliza e gere o parque escolar, havendo a necessidade de dotar os gestores (direção/conselho administrativo) e utilizadores do parque escolar (professores e funcionários) de conhecimentos de como manusear e gerir os equipamentos energéticos instalados.

É neste âmbito que a ADENE, com o financiamento do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo” (PPEC) da ERSE e no quadro da sua atividade no domínio do apoio às políticas públicas, promove uma medida de carácter intangível, que tem como objetivo geral criar a figura do “Tutor de Energia” em 120 agrupamentos de escolas, através da aquisição de competências para a gestão de energia. Este programa de formação específico será complementado com ações de sensibilização junto da comunidade escolar, destinadas a professores, funcionários e alunos, tendo como objeto a sensibilização para a utilização racional de energia e adoção de práticas comportamentais sustentáveis na área da eficiência no consumo de energia elétrica nos serviços e equipamentos da administração local.

 

Objetivos

A medida proposta enquadra-se no Programa “Comunicar Eficiência Energética” do Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética/Estratégia para a Eficiência Energética (PNAEE 2016), inserindo-se ainda no âmbito das medidas “Energia nas Escolas” e “Energia no trabalho”

A medida surge ainda como um contributo para a prossecução dos objetivos do Programa de Eficiência Energética na Administração Pública - ECO.AP, o qual constitui um instrumento de execução do PNAEE 2013-2016, dado que os agrupamentos-alvo são equipamentos na esfera da Administração Pública.

Neste contexto, a medida “Tutores de Energia” tem como principal objetivo promover comportamentos mais eficientes no que respeita ao consumo de energia no setor escolar, contribuindo para eliminar a barreira de mercado relativa à tomada de decisão acertada e eficiente por parte dos utilizadores e gestores do parque escolar.

A medida contribuirá para ultrapassar os poucos conhecimentos sobre eficiência energética, e a deficiente utilização dos equipamentos e tecnologias energéticas instaladas, por parte de quem utiliza e gere o parque escolar.

A criação da figura do “Tutor de Energia” será um dos meios mais apropriados para combater a falta de informação que o sector escolar sente em relação às questões da eficiência energética.

Por outro lado, ao ser complementado por ações de sensibilização junto da restante comunidade escolar, potenciará a interiorização de conhecimentos sobre eficiência energética e a mudança de hábitos.

A RNAE – Associação das Agências de Energia e Ambiente (Rede Nacional) participa na execução da medida enquanto entidade aglutinadora das Agências de Energia e de Ambiente de âmbito municipal e regional, desempenhando uma função de promoção das Agências e de plataforma de definição de estratégias conjuntas para o setor da energia.

A AREAC realizou 1 ação de formação para professores, e 33 ações de sensibilização nas escolas da região centro.

  geral@areac.pt           Tel/Fax: (+351) 239 542 939            Rua Dr. Rosa Falcão, n.º 133, 3220-216 MIRANDA DO CORVO                

Assine a nossa Newsletter

Nome:
Email: